logo-site
08 04

7 Coisas que você não sabia sobre Walt Disney

Walt Disney provavelmente é uma das personalidades de maior destaque em toda a história da humanidade. Ele se tornou conhecido, nas décadas de 1920 e 1930, por seus personagens de desenho animado, como Mickey e Pato Donald. Ele também foi o criador de um dos parques mais famosos dos Estados Unidos e do mundo: a Disneylândia.

Disney continua sendo um mito e um exemplo de visionário mesmo após sua morte. Existem alguns momentos de sua história que poucas pessoas conhecem. Nós da Fatos Desconhecidos reunimos para vocês 7 curiosidades sobre a vida desse produtor cinematográfico, cineasta, diretor, roteirista, dublador, animador, empreendedor e filantropo.

1 – Walt Disney veio de uma família pobre

1

Walt Disney nasceu em Chicago mas passou a maior parte de sua infância numa fazenda em Marceline, no Missouri. Foi um período muito difícil para o menino, devido aos castigos impostos pelo pai, Elias Disney, um homem bastante severo. Depois de descobrir que não tinha uma certidão de nascimento, ele achava que era filho adotivo.

2 – Ele foi a voz do Mickey Mouse

2

A dublagem original do rato mais querido de todo o planeta foi feita por Walt Disney. O personagem foi criado em 1928 por Walt Disney e o desenhista Ub Iwerks e dublado. The Walt Disney Company celebra o aniversário de Mickey em 18 de novembro de 1928, que é a data de lançamento da primeira animação com o rato, embora até meados dos anos 1980 a data fosse comemorada em 28 de setembro.

Uma coisa que poucos sabem é que Mickey Mouse já deveria estar sob domínio público desde 1998. A proteção dos direitos autorais nos Estados Unidos só dura setenta anos, entretanto o congresso americano aprovou uma lei de prorrogação do copyright (lei essa que ganhou o apelido de Lei Mickey) que expandiu por vinte anos os direitos autorais de todas as obras americanas que não tivessem caído ainda em domínio público, o que faz com que tal situação só ocorra em 18 de novembro de 2018.

3 – Disney produziu propagandas para o governo dos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial

3

Durante a guerra, os funcionários da Disney criaram “filmes educativos” para várias agências federais, incluindo um curta metragem animado em 1942 com o título, “The New Spirit” (O novo espírito), encomendado pelo Departamento do Tesouro para incentivar as pessoas a pagarem os seus impostos de renda, como forma de apoiar o esforço do país na guerra.

O filme, estrelado pelo Pato Donald, foi exibido  em milhares de salas de cinema e até ganhou uma indicação ao Oscar. Os estúdios Disney também fizeram filmes de treinamento para os militares americanos. Embora Walt inicialmente estivesse com medo de manchar a sua imagem com as propagandas políticas, ele acabou impulsionado pelo seu próprio patriotismo e lançou muito curtas com cunho político até 1944.

4 – Ele adorava trens

4

Walt era simplesmente aficionado por trens. Seu pai e tio trabalharam em estradas de ferro e Walt vendia jornais dentro de trens no estado do Kansas. Foi dentro de um trem que Disney teve a ideia de criar Mickey Mouse. Nos anos 40, Walt construiu um modelo de trem para que ele pudesse usar o veículo como um lugar para fugir do estresse.

Em sua propriedade tinha mais de um quilômetro de trilhos para que ele pudesse circular com sua locomotiva. Sua paixão por trens é refletida na Disneylândia, que tem sido o lar de sua própria estrada de ferro desde a abertura em 1955.

5 – A Disneylândia era bem mais modesta em seu plano inicial

5

O primeiro objetivo de Walt Disney era construir um pequeno parque de diversões perto de seu estúdio de Burbank; no entanto, seus planos logo se tornaram mais ambiciosos e, em 1953, ele contratou uma empresa de pesquisa para encontrar um local na Califórnia que fosse ideal para um parque temático de grande porte.

Depois de estudar fatores como o crescimento populacional, padrões de clima e opções de transporte, a empresa recomendou o lugar onde viria a ser construída a Disneylândia: 160 acres em Anaheim. A construção teve início em julho de 1954 e a Disneylândia abriu um ano depois, em 17 de julho.

No entanto, nem tudo correu bem no dia da inauguração: ingressos falsificados foram vendidos, levando uma multidão a extrapolar a capacidade de visitantes do parque; brinquedos quebraram; várias partes do parque estavam inacabadas e um vazamento de gás obrigou Fantasyland a ser fechada.

A inauguração foi apresentada em uma transmissão de TV ao vivo, co-organizado pelo então ator Ronald Reagan, sendo vista por cerca de 70 milhões de americanos, mesmo com o programa repleto de dificuldades técnicas. Apesar das dificuldades, a Disneylândia foi um sucesso imediato, e depois de apenas um mês, o parque já havia recebido mais de meio milhão de visitantes.

A entrada custava um dólar para os adultos e 50 centavos de dólar para as crianças, além de um extra de 10 centavos a 25 centavos de dólar para cada atração individual. Walt Disney, por estar fortemente envolvido no desenvolvimento da Disneylândia, morou por um tempo no parque, mantendo um apartamento nele.

6 – Ele é o maior ganhador do Oscar

6

Disney foi indicado ao Oscar 59 vezes e ganhou 22. Em 1932, na quinta cerimônia do Oscar, ela ganhou o prêmio de melhor curta-metragem pela animação “Flowers and Trees”, onde foi usado pela primeira vez o processo de cores chamado Technicolor. Nas outras 7 cerimônias Disney ganhou na mesma categoria.

Ela concorreu na categoria de melhor filme pela primeira vez em 1964, com “Mary Poppins”, mas perdeu para “My Fair Lady”. “Mary Poppins”, no entanto, ganhou em cinco outras categorias do Oscar, incluindo a de melhor atriz principal para Julie Andrews. Disney também recebeu quatro Óscares honorários, incluindo um entregue em 1932, pela criação de Mickey Mouse, outro em 1939 pela criação de “Branca de Neve e os Sete Anões” e um terceiro em 1942, para “Fantasia”, por sua contribuição para o desenvolvimento do som no cinema.

7 – Disney não foi congelado após sua morte

7

Em novembro de 1966, os médicos descobriram que Disney tinha câncer de pulmão. Ele morreu no mês seguinte em um hospital de Burbank aos 65 anos. Após sua morte, rumores começaram a circular na imprensa sensacionalista dizendo que Disney havia sido criogenicamente preservado, isto é, que ele tinha sido congelado com a esperança de que a ciência pudesse um dia trazê-lo de volta à vida.

Apesar dos rumores, ele foi cremado e suas cinzas foram enterradas em um mausoléu no cemitério Forest Lawn, em Glendale, Califórnia.  A primeira pessoa a ser congelada criogenicamente foi um professor universitário americano em janeiro de 1967.

Gostou do Post? Compartilhe:
Deixe seu comentario